Tecnologia: O caminho para inovação e progresso do Brasil
Início ›  Sobre a Intel ›  Intel no Brasil ›
Intel® Capital: Investimento é fator-chave
A Intel® Capital, braço de investimentos de capital de risco da Intel, investiu, desde o seu lançamento em 1991, mais de 4 bilhões de dólares em aproximadamente mil empresas em mais de 30 países. Focada no objetivo de fazer crescer a economia da Internet e assim apoiar os interesses estratégicos da Intel, inclusive no Brasil, a Intel® Capital é um dos programas de investimento mais expressivos do mundo corporativo.

A Intel® Capital investe em hardware, software e empresas prestadoras de serviços em vários segmentos de mercado, como computação, redes e comunicações sem fio. Um dos interesses particulares da Intel® Capital é construir os padrões WiMAX para a transmissão de dados digitais em banda larga sem fio, um passo adiante da tecnologia Wi-Fi usada hoje.

Em 2005, a Intel® Capital investiu em torno de U$265 milhões, em aproximadamente 140 empresas em todo o mundo. Das empresas investidas do portfolio, dez delas tornaram-se públicas em IPOs (ofertas públicas de ações) e 14 foram adquiridas por outras empresas. Cerca de 60%, ou seja, aproximadamente U$159 milhões do valor total investido em 2005, refere-se a operações realizadas fora dos Estados Unidos, o que reflete um aumento significativo da tendência de "internacionalização" dos investimentos, uma vez que em 2004 esse número estava em torno de 40% do montante total investido naquele ano.

Em março de 2006, ao reconhecer a posição do Brasil de maior economia da América do Sul e um dos principais mercados emergentes, a Intel® Capital criou um programa de investimento de capital empreendedor no montante de $50 milhões de dólares para promover o crescimento da tecnologia no Brasil.

"Os investimentos da Intel® Capital irão estimular inovação e empreendedorismo tecnológico, em sintonia com as determinações da Lei de Inovação".
Paul Otellini, CEO da Intel, durante visita ao Brasil para discussões com a indústria e líderes de governo

Algumas empresas que receberam aporte da Intel® Capital em 2005 no Brasil são: Certisign, Digitron, Neovia e TelecomNet.

Em agosto de 2005, a Intel® Capital anunciou o investimento na CertiSign, fornecedora líder de soluções de certificação digital no Brasil com tecnologia PKI (Public Key Infrastructure, Infra-estrutura de Chaves Públicas), muito eficaz para proteger dados corporativos contra ataques virais.
Em quase 10 anos de operações, a CertiSign tornou-se líder na implementação de soluções baseadas em PKI no Brasil, tendo muitos clientes-chave nos setores bancário, governamental, de seguro, contábil e legal.
E certificação é apenas o início. A CertiSign está desenvolvendo uma suíte de aplicações, como assinadores de documentos digitais, repositórios seguros de certificados e ferramentas de gerenciamento de certificado, para ajudar as corporações a extrair valor de seu ambiente seguro e otimizar processos internos.
Sérgio Kulikovsky, CEO da CertiSign

Em meados de 2005, a Intel® Capital assinou acordo de um empréstimo conversível com a Digitron, líder de fabricação de placas-mãe no Brasil, para acelerar ainda mais os planos de expansão da Digitron e estimular a indústria nacional de PCs.
Temos colaborado com a Intel há bastante tempo, e o investimento e engajamento estratégico sela um ótimo relacionamento de trabalho. Nosso foco agora é fabricar mais placas utilizando tecnologia de ponta, e completar a nova instalação em Manaus.
Sung Un Song, fundador e CEO da Digitron

A Neovia, empresa do portfolio da Intel® Capital, adquiriu 100% do capital social da Directnet, em novembro de 2005.
Graças ao investimento da Intel® Capital, a Neovia dá mais um passo no ambicioso plano de crescimento da empresa. Pretendemos ampliar nossa cobertura para todo estado de São Paulo em 2006 e para as principais capitais do Brasil em 2007.
Fernando Haaland, diretor-presidente da Neovia

Em julho de 2005, a TelecomNet recebeu aporte de capital das empresas Darby, Intel® Capital, EWI Holdings e Mifactory.
Nós ganhamos, provavelmente, a melhor combinação de recursos de capital e visão estratégica disponível para ajudar a transformar a TelecomNet num líder de mercado no Brasil.
Glaucon Pereira, diretor-presidente da TelecomNet

 
‹ Anterior

 
Próximo ›

Para o começo da página


‹ Voltar à página inicial Intel no Brasil